As Redes já estão mudando o mundo


[tweetmeme source=”lucianopalma” only_single=false]

Esta semana foi recheada de eventos: Simpósio do Gartner, Evento anual da Microsoft, Seminário sobre a Sociedade em Rede e a Educação na Vivo…

O que não dá para não notar são as mudanças que vêm acontecendo por conta da potencialização das Redes Sociais através de Mídias Digitais. Acompanhe estes 2 casos:

1. Swarming

No slide 49 de sua apresentação sobre Netweaving, Augusto de Franco coloca que o Swarming ocorre quando “distintos grupos e tendências, não coordenados explicitamente entre si, vão aumentando o alcance e a virulência de suas ações…”.

Foi o que aconteceu neste domingo. Muitas pessoas vêm de diversos lugares do Brasil para eventos anuais de grandes empresas. Normalmente, estas pessoas chegam no dia anterior e hospedam-se em hotéis próximos ao local do evento. Essa dinâmica se repete há anos.

No entanto, este ano foi diferente, e a mudança tem um nome: Twitter.

As pessoas que participam de um evento já formam um “Cluster” (vide apresentação do Augusto), e com isso já estão, de certa forma, conectadas. Com o novo hábito de “tuitar”, conforme chegavam a São Paulo e ao hotel, as pessoas atualizavam seus seguidores via Twitter e faziam “checkin” no Foursquare (normalmente integrado ao Twitter).

Começaram a surgir tweets perguntando quem estava no shopping da região, e pessoas que só se conheciam virtualmente (ou que nem se conheciam, mas tinham um interesse comum – o evento) começaram a se encontrar em uma chopperia. Isto gerava mais tweets, e os tweets atraíam mais pessoas para o grupo. É curioso notar que a palavra “tweet” (piado) refere-se a um som emitido por animais, com fins de localização…

Conclusão: Nada menos do que uma mesa de 27 pessoas se formou. Certamente o evento foi muito mais proveitoso para cada um deles!

2. #PZGeeK

O #PZGeeK foi um evento organizado pela Comunidade Técnica no formato “Tweetup” e aconteceu ao final do primeiro dia do evento anual da Microsoft, o TechEd.

Não houve convite, não houve formalidade, não houve “coordenação explícita”. O encontro foi anunciado no Facebook e divulgado via Twitter. Em termos de “organização”, tudo o que foi feito foi ligar para uma pizzaria próxima o local do evento, reservar o espaço e negociar um preço fechado para facilitar a logística.

Entre Twitter, Facebook e divulgação “boca-a-boca”, 81 pessoas participaram do #PZGeeK, conhecendo-se, integrando-se e fortalecendo os laços de relacionamento.

Houve até a apresentação de uma proposta de integração das Comunidades Técnicas regionais, para formar um grande Hub para a Comunidade.

Estes 2 fatos deixam bastante claro que a maneira de se relacionar está mudando (e para melhor) com a utilização das Mídias Digitais como facilitadoras da integração entre pessoas. A experiência de eventos está mudando.
A maneira de fazer negócios deve acompanhar esta mudança.

E você? Está participando disso tudo? 🙂

Twitter: minha segunda faculdade


[tweetmeme source=”lucianopalma” only_single=false]

Em 1990 formei-me Engenheiro pela E. E. Mauá. Com muito orgulho e muito, muito suor.

Tive o privilégio de poder estudar até os 22 anos, em período integral – alguns dias das 7:30 às 19:30.
O que vivi nos 5 anos de faculdade foi muito intenso: professores altamente qualificados, a maioria com uma tremenda paixão em transmitir tudo aquilo que sabiam.
Muita leitura, muito estudo em grupo, muitos trabalhos, muita prática em laboratório.

No ano passado, comecei a cursar um MBA. Estava preparado para reviver aqueles momentos de muita dedicação e enorme aprendizado.

#FAIL

O que presencio é um cenário totalmente diferente. O processo é mecânico e o que está sendo vendido é um papel, não o aprendizado.
Por conta da desilusão, minha dedicação passou a ser pífia e meu aprendizado quase nulo. Ainda assim, as notas são muito superiores às da faculdade! :O

Ok, 20 anos se passaram e eu posso ter mudado. Mesmo assim, tenho certeza que o problema não são meus olhos, mas sim o modelo. Professores estão lá pelo preço pago por hora e os alunos pelas 3 letrinhas.

Recomendaram-me não criticar o modelo para não desvalorizar o título que estou “comprando”. Só que não consigo deixar de ser franco… prefiro dizer eu mesmo que um MBA no Brasil hoje é um título fictício do que gabar-me por obtê-lo e depois descobrirem que aquilo não passava de uma maquiagem.

Peço desculpas aos portadores de MBA que fizeram cursos sérios, mas com a atual venda de títulos, este diploma deve perder seu valor em menos de 5 anos.

Minha segunda faculdade é o Twitter

Felizmente, obter uma boa formação ficou muito mais fácil e acessível.

Mesmo que você não seja um auto-didata, através de ferramentas como o Twitter você pode participar de conversações com referências na sua área de interesse. A quantidade de links para material de altíssimo nível é impressionante quando você segue as pessoas certas.

O mais interessante é que você não precisa pagar uma mensalidade salgada para seguir referências como @dtapscott, @briansolis @simonsinek ou @danielpink.
“Mestres” como ele estão sempre oferecendo pequenas lições em 140 caracteres, muitas vezes com links para material que vale uma aula.

Tenho consumido muita informação desta forma, com a vantagem de poder até mesmo interagir com estes “feras”. Acredite: se você fizer uma observação ou crítica acertada, eles respondem!

Desta interação, tanto com “gurus” quanto com pessoas com quem você acaba se conectando por conta dos interesses comuns, surge uma troca de informação, ideias e experiências fantásticas. Sugestões de livros, artigos, monografias…

Voltei a ler tanto quanto nos tempos de faculdade. Ou melhor: muito mais, porque as barreiras de custo ou indisponibilidade em biblioteca praticamente não existem mais. Posso afirmar que venho absorvendo conhecimento num ritmo que nunca tinha experimentado antes.

Para mim, este processo é uma Faculdade. Não tem vestibular, não tem provas, não tem data de graduação, mas tem o valor de uma Faculdade. Muito mais que o papel que receberei em abril, escrito “MBA”.

E nossos filhos?

Vejo muita gente preocupada com a educação dos filhos e seu preparo para o futuro. Mas não se prepara alguém para o futuro olhando prá trás. O que funcionou para nós pode ser um grande fracasso para nossos filhos.

Claro que uma boa educação formal continuará tendo valor, ainda mais se for realizada em instituições com paixão pelo que fazem, como a Mauá que vivi no final dos anos 80. Mas será suficiente?

Nossos filhos disputarão o mercado com muita gente formada na “Faculdade Twitter”, “Universidade Facebook” ou outras “instituições de ensino” mais eficientes do que empresas que hoje vendem diplomas.

Para refletir, assista esses dois vídeos que o Professor @dtapscott, da Faculdade Twitter, recomendou:

Gerenciamento de Crises em Mídias Sociais


[tweetmeme source=”lucianopalma” only_single=false]

Eu não sou o maior fã da Rede Globo. Muito menos do Galvão Bueno.
Que ele é uma figura arrogante e antipática não é nenhuma novidade.
No Orkut, são 129.525 pessoas em comunidade contra ele X 4.412 a favor*.

Agora, avaliando a atuação dos marketeiros da toda-poderosa emissora, percebe-se que eles estão preparados para gerenciar crises em mídias sociais.

A Crise “CALA BOCA GALVÃO”

Enquanto havia o controle do canal de comunicação (TV), o fato de 30 pessoas odiarem o Galvão para cada uma que o apóia não era um problema. A Fórmula 1 só passa na Globo, então quem gosta do esporte tem que engolir o dito cujo. Os gritos contra ele nos estádios são editados e só ficam os flashes de “Galvão, filma eu” (o assassinato à língua não me espanta).

Já nas Redes sociais, as coisas mudam. Não dá para exercer o poder e controle típico da Globo, e com isso o “CALA BOCA GALVÃO” foi parar no topo dos Trending Topics (TT) do Twitter desde o início da Copa e também no New York Times. A até agora não saiu da primeira posição!

Nem mesmo a tentativa de apelar para alguns “galãs” para plantarem um “FALA GALVÃO” funcionou.

Enquanto eram só as Redes Sociais, Globo e Galvão não se mobilizaram. Ele chegou até a declarar não saber o que é TT do Twitter!
Foi só o Brasil estrear na Copa e… BANG! Tá lá uma faixa, no meio da tela, com o “CALA BOCA GALVÃO”!

CALA BOCA GALVÃO

Aí “o bicho pegou”! “Invadiram o terreiro”!

A partir daí a Globo deu importância ao fato e tomou algumas ações. Efetivas, diga-se de passagem…

Driblou a faixa com cortes estratégicos. Estudou o estrago e planejou uma resposta que apesar de não convencer a todos (eu sou um dos “não convencidos”), foi bastante eficaz. Talvez MUITO eficaz, dadas as circunstâncias e a abrangência (global) do “movimento”.

O discurso foi bem preparado. Começou invocando a imagem de um ídolo imaculável (Ayrton Senna), carimbando o falecido como “amigo”. Apesar do Galvão adicionar sua pitada de arrogância mencionando seu filho [tentativa de chamar os twitteiros de crianças?], a decisão tomada foi correta: não negar (mais) os fatos, levar na esportiva e até tentar pegar uma caroninha.

Isso não tirou a frase dos TT do Twitter, mas aliviou a saia justa.
A Globo reconheceu o “movimento”, fugiu do confronto direto e com isso reduziu o stress da situação (na medida do possível, claro).
No geral, o gerenciamento da crise foi bem profissional e os resultados foram bons.

Isso mostra que grandes empresas (mesmo as mais tradicionais) estão se preparando para situações como essa, pois pode acontecer com qualquer um.
Afinal, a meteorologia pode errar – e nunca se sabe quando pode acontecer (ou não) uma #ChuveDeTwix em sua marca.

Mesmo sem ser fã, parabéns à Globo.
Mas por favor, CALA BOCA, GALVÃO!

* Considerando as comunidades das 2 primeiras páginas do Orkut em 16/6/2010.

Twitter do Palma Facebook do Palma Linkedin do Palma

Palestrantes 2.0 e Eventos 2.0


[tweetmeme source=”lucianopalma” only_single=false]

Na semana passada participei do evento OnWeek, da ResultsOn.
Foi um evento com foco na Geração Y, e não por modismo: @BobWollhein é um empreendedor que enxergou o potencial da Geração Y antes do termo virar essa modinha que é hoje.

As palestras foram agrupadas em 3 temas: Gestão, Inovação e Comunicação.

Algumas foram excepcionais, como a do @Bussarello, da Tecnisa – um orador fantástico, de cabelos brancos mas com um pique muito, muito jovem.
Só para dar uma idéia: eu mesmo já estava um pouco cansado do buzz da venda do apartamento pelo Twitter, mas ele mostrou que quando uma empresa acredita numa idéia e trabalha de forma séria e profissional, resultados como aquele são uma consequência natural.

Mas não é sobre isso que quero falar hoje. O recheio do evento estava, para mim, no seu FORMATO.

Um evento 2.0

O #OnWeek foi transmitido ao vivo pela Internet. Foi gravado e disponibilizado dias depois no site da ResultsOn: http://resultson.com.br/blog/videos-on-week.
Era possível enviar perguntas via SMS para os palestrantes, exibidas em um grande painel LCD ao lado do palco.

A interatividade também foi grande: foram distribuídas placas com algumas mensagens, de forma que a platéia também pudesse se manifestar.

E o evento foi GRÁTIS, pois havia patrocinadores de peso bancando o excelente espaço e os abundantes coffe-breaks. Não fiquei para conferir, mas o palestrante Eduardo Ourivio (Spoleto e Domino) também prometeu pizzas inéditas ao final do último dia.

IMG_5411-2 por resultson.
Os “plaqueiros” do #OnWeek podiam se manifestar através de mensagens divertidas.

O Fullscreen

Além de todas essas novidades, o elemento mais marcante do OnWeek foi o fullscreen, um telão com todos os tweets com a hashtag #onweek.
A verdadeira novidade está no fato de TODOS os tweets serem projetados no telão, sem NENHUMA MODERAÇÃO!

IMG_5377 por resultson.
“Fullscreen” do #OnWeek: tweets sem nenhuma moderação.

Confesso que eu também achei estranho.
Será que esse tipo de abertura não poderia comprometer o evento? E se alguém “twitasse” um palavrão? E se alguém ofendesse o palestrante? E se começassem a falar mal de algum patrocinador?

Pois bem; nada disso aconteceu, e eu me senti um pouco “careta” por ter tido tal temor. A Platéia 2.0 se demonstrou muito consciente, e mesmo naquelas palestras que estavam mais down, as piadas que surgiram via Twitter acabaram por dar um tempero e uma graça especial, o que mais acrescentou à apresentação do que atrapalhou. Para minha surpresa (positiva), o próprio público se auto-moderava no caso de excessos, com tweets sugerindo que as piadas já tinham sido suficientes.

Foi um feliz caso de Liberdade bem oferecida e – principalmente – bem usufruida.
Parabéns aos organizadores por confiarem nos participantes, e aos participantes por  fazerem jus a esta confiança.

Fico contente em saber que a exemplo das Redes Sociais, nos Eventos 2.0 a TRANSPARÊNCIA está se tornando um elemento fundamental.

Palestrantes 2.0

Palestrantes devem estar preparados para eventos neste novo formato. Foi-se o tempo em que o apresentador subia ao palco, posicionava-se, intocável, atrás de um púlpito, fazia o seu discurso unilateral (por vezes decorado, ou pior ainda, lido) e saía sem ser questionado.

No novo formato, o uso de slides (PPTs) é mínimo. A apresentação é quase que uma conversa, e o Palestrante 2.0 se coloca como um ser humano comum, sem aquele ar de superioridade dos eventos mais “antigos”. Ele fica o tempo todo muito próximo da platéia, respeitando-a e com ela interagindo.

Ainda citando o fullscreen do #OnWeek: os tweets eram projetados num telão com a mesma dimensão, posicionamento e visibilidade dos slides dos palestrantes. E aconteciam praticamente em tempo real (fiz um teste para comprovar). Isso significa que o palestrante precisa ser, a exemplo da Geração Y, multitask.
(Ok, esta colocação é polêmica, mas vamos focar na questão do evento e seu formato…)

O palestrante precisa estar concentrado no que vai dizer, organizar suas idéias, ajustar o discurso ao público, mas também precisa estar “ligado” no fullscreen, pois a platéia está prestando atenção em ambos. Ao menor sinal dos participantes, o apresentador precisa se virar, ler rapidamente o tweet (antes que outro surja), processá-lo, decidir se deve interromper ou não, e se fizer isso, fazê-lo com inteligência, respeito e preferencialmente, bom humor.

Se muita gente já sente um frio na espinha ao subir num palco para fazer uma apresentação para um grande número de pessoas, essas novas variáveis passam a exigir bem mais preparo para este tipo de atividade. Por outro lado, este ambiente informal faz com que o palestrante que gosta do que faz se sinta ainda mais à vontade. Há mais brilho no olho porque ele se vê num conversa entre amigos, sem a obrigação de ser o dono da verdade e com uma ótima oportunidade para ouvir questionamentos e crescer através do uso dos neurônios “on-the-fly”.

IMG_5356 por resultson.
@bussarello no evento #OnWeek, com o Fullscreen ao fundo.

Platéia 2.0

Felizmente, os Eventos estão acompanhando a evolução de sua platéia, que está deixando de ser passiva e começando a participar do processo.
Quem dá palestras ou aulas sabe que a pior coisa é quando os rostos parecem todos de Ken’s e Barbie’s, sem expressar o entendimento – ou pior – o não entendimento da mensagem passada. Essa passividade que gera aquela infame pergunta do apresentador ou professor: “Vocês entenderam?”.

Platéias 2.0 se fazem entender. Elas não só dizem se entenderam ou não, como também sinalizam se concordam ou não. E isso traz um novo colorido para os eventos.

Hoje o pessoal vai para o evento com iPhones/smartphones, iPads, netbooks e afins. Há quem ache isso falta de respeito, mas não é nada disso.
A Platéia 2.0 é multitask (olha eu de novo caindo nessa…), e utiliza estes mecanismos para complementar a mensagem e participar dela.
E isso funciona!

Sejam bem-vindas as mudanças!

IMG_5324 por resultson.
Eu, atuando como exemplo de platéia de eventos 2.0.

ReTweetspectiva 2009


Atendendo aos pedidos da hashtag #acaba2009, o ano está chegando ao fim. De fato, um ano que deixa pouca saudade.

Mas como todo final de ano, é hora de aproveitar esse sentimento de renovação e fazer aquela arrumação em tudo – casa, email, listas de contatos, gavetas, etc.
Este processo é legal por duas razões: Deixa a gente mais leve para começar outro ciclo e nos faz reviver os momentos do ano que passou.

Este ano, fiz algo diferente. Fiz um “revival” dos meus tweets do ano – minha ReTweetspectiva 2009. E assim descobri mais um benefício do Twitter: relembrar as maiores emoções vividas no ano através de poucas páginas de texto! Experimente fazer isso você também; é impressionante!

Segue a lista dos 75 tweets que achei mais marcantes ou interessantes (alguns são ReTweets). Destaquei os “top 5” e comento particularmente 3 tweets:

  • 15 – Pensando bem… não vou comentar esse não!
  • 45 – Esse foi no dia do apagão. Recebi algumas ofertas, mas a luz voltou antes que algum dependente Internético fechasse negócio.
  • 65 – Esse meu “AutoReTweet” deu o que falar. Aparentemente, as pessoas não costumam “Retweetar” a si mesmas….

Meu 2009 em 75 Tweets

  1. Ok, Carnival is gone. So we can start 2009. 10:17 PM Feb 25th from web
  2. E eu nem contei como foi o evento em Salto na quinta! Show!!! Até onde sei, primeiro evento técnico em CINEMA!!! Valeu Slavov! Valeu Salto! 12:38 AM May 20th from web
  3. Aliás, se você quer que NÃO leiam seus tweets, tweete muito. E em sequência. É o "caminho para o remove" 8:27 AM Jun 5th from web
  4. Tweet #Tip: To allow ReTweets, instead of 140 use 140 – 4 – Len(yourAlias) characters (my case: it takes 16 chars to "RT @lucianopalma") 5:37 PM Jun 30th from web
  5. E você: acha que o Homem chegou à Lua ou não? 10:58 AM Jul 20th from web
  6. O Twitter é o "coffee break" na Internet. Você encontra, conversa mas não aprofunda. Se precisar, tem que usar outros canais 🙂 4:02 AM Jul 28th from web
  7. Nos momentos mais difíceis, siga o que você mais acredita e faça o que sabe que é certo. Isso só aumentará seu orgulho no dia do sucesso. 12:35 AM Aug 5th from web
  8. Redes sociais de 30 anos atrás! Que saudade… Eu era o Golf-6953. Em QAP! http://tinyurl.com/vivaopx 3:49 PM Aug 5th from web
  9. @garotasemfio Nãããããããão!!! Café em copo térmico não!!! 😉 10:58 PM Aug 8th from web in reply to garotasemfio
  10. Personal Integrity: your actions are in harmony with your values, that are based on universal and timeless principles (S. Covey). 6:02 PM Aug 13th from web
  11. Ufa! 3 palestras do #TechEd em um dia só! Mas quer saber? Amo muito tudo isso!!! 9:11 PM Aug 27th from web
  12. "To be a champion you have to believe in yourself when no one else will." – Sugar Ray Robinson 12:06 AM Sep 2nd from web
  13. “There are two things people want more than sex and money… recognition and praise.” 12:08 AM Sep 2nd from web
  14. Há vários usos para os livros: lê-los para entender o mundo… ou deixá-los ante a vista para tapar a realidade… 11:02 PM Sep 2nd from web
  15. RT @microcontoscos Uma impressora virou-se pra outra e disse: Essa folha é sua ou é impressão minha? 12:37 AM Sep 4th from web
  16. "The scandal of education is that every time you teach something, you deprive a child of the pleasure and benefit of discovery" – S. Papert 2:10 AM Sep 8th from web
  17. Desde ontem pensando: a tecnologia está aproximando as pessoas ou criando uma segregação cultural, social e comportamental? 7:29 PM Sep 12th from web
  18. Read "Imagine" lyrics again. Was Lennon talking about the Internet?? 2:02 PM Sep 17th from web
  19. A Internet tem informação. As pessoas têm experiência. Para obter sucesso, é necessário combinar os dois ingredientes. 2:39 PM Sep 17th from web
  20. "As empresas são como o governo: as pessoas querem entrar para não sair nunca, fazendo política e sem mudar nada" – Luli hoje, no rádio 12:49 AM Sep 19th from web
  21. "People tend to look for information that confirms their beliefs and reject information that contradicts it" – Stan Kutcher #quote 12:19 AM Sep 20th from web
  22. Evitar o "boca-a-boca" negativo é 3 vezes mais efetivo do que conseguir "boca-a-boca" positivo. 12:38 AM Sep 20th from web
  23. RT @socialmediamstr "A person of integrity expects to be believed, and when he’s not, he lets time prove him right." #quote 4:53 PM Sep 24th from web
  24. NetGen: 71% perdoam erros corrigidos de forma rápida e honesta. 76% recomendam não comprar da empresa caso se sintam enganados 8:27 PM Sep 24th from web
  25. "Multitasking might double the time it takes to do two tasks, compared with doing them one at a time" – David Meyer 12:07 AM Sep 26th from web
  26. "Eu trazi"… "Não, filhinha, o certo é ‘eu TROUXE’"… "NÃO papai. Fui EU que trouxe!!!". Ok, ok… de certa forma, funcionou… 3:50 PM Sep 26th from web
  27. "Electronic social tools are important means of augmenting close personal relationships, but they don’t replace face-to-face contact"-Don T. 12:29 AM Sep 28th from web
  28. Unbelievable! Bought an audiobook online in Brazil and 20 minutes later, even before I started o listen, THE AUTHOR @jbernoff tweeted me!!! 10:27 PM Sep 28th from web
  29. Bernoff diz que tentar censurar a Internet é como querer tirar xixi de uma piscina. Tem muita celebridade que aprende isso na prática… 12:13 AM Sep 29th from web
  30. RT @luconde RT @MarkusChristen: Vaidade na área de TI é um do maiores “Blockers” de inovação ! 9:58 AM Sep 29th from web
  31. Ferrari has just lost a "tifosi" for 3 years. I’m so sad they signed with Alonso. #goodbyeferrari @ferrarif1world 2:40 AM Oct 1st from web
  32. Recebi uma pesquisa de satisfação que pede meu email para contato. Detalhe: Recebi a pesquisa POR EMAIL! :O 1:28 PM Oct 1st from web
  33. Technology’s influencing the way kids think and this is influencing how they use&shape the Internet & every institution in society-Tapscott 12:58 AM Oct 3rd from web
  34. Só se pode chamar algo de "viral" DEPOIS que já tenha se tornado viral. Antes disso, são só tentativas… 8:39 AM Oct 3rd from web
  35. NUNCA compre um @Ford!!! Segundo carro 0km com defeito de fábrica!!! #Ford #Fail #totalFailure #fordfail 9:59 PM Oct 8th from web
  36. RT @marthagabriel "Poor quality is remembered long after low prices are forgotten" — Charles Rolls co-founder of Rolls-Royce #quote 12:04 AM Oct 15th from web
  37. @MarinaNeumann Dormir? Pro metabolismo baixar? Justo agora que as crianças fizeram isso? É hora de dar uma estudadinha… rs rs #coisadenerd 12:14 AM Oct 21st from web in reply to MarinaNeumann
  38. "A história se repete porque ninguém escuta na primeira vez", Erik Qualman, em Socialnomics. #frase 10:13 PM Oct 23rd from web
  39. Putz… soltei essa hoje: "O Windows 7 é 10!!!" Os matemáticos que me desculpem… 11:05 AM Oct 29th from web
  40. RT @simonsinek Do what you believe and others will follow. Follow others and no one will believe in you. 7:00 PM Nov 4th from web
  41. Empresas são feitas de pessoas. Será que elas sabem disso?? 9:56 PM Nov 4th from web
  42. @OCriador O Senhor poderia parar o mundo um pouquinho? É que eu queria descer… mas se não der, promete que reboota em 2012? 11:34 PM Nov 5th from web
  43. comentário de corredor na #InterCon : acharam absurdo alguém não ter Twitter… 12:20 PM Nov 7th from mobile web
  44. "O conceito de legalidade e ilegalidade para as próximas gerações já começa diferente", Carlos Souza, na #InterCon09 3:59 PM Nov 7th from web
  45. Vendo nobreak com bateria de 30Ah carregada ou troco por Gol 2008 ou mais novo. 10:36 PM Nov 10th from mobile web
  46. Alguém twite alguma coisa legal, por favor! Estou querendo testar o novo recurso de Retweet do Twitter 🙂 11:53 PM Nov 10th from web
  47. Como dizia o sábio Farah: "Inteligência é uma grandeza vetorial" 9:55 PM Nov 11th from web
  48. Já que a noite é de filosofia com o @MarkusChristen – Se você faz o certo aonde está tudo errado, você faz errado? 11:09 PM Nov 11th from web
  49. RT @pensador_info Pecar pelo silêncio, quando se deveria protestar, transforma homens em covardes. (Abraham Lincoln) 8:49 AM Nov 12th from web
  50. "A vida é como o minério – não dá duas safras" (Antônio Roberto) 12:35 AM Nov 13th from web
  51. RT @ricnavarro Viver é diferente de existir. Existir é acordar, alimentar, trabalhar, dormir. Viver é fazer aquilo que te dá orgulho. Vivam! 12:15 PM Nov 15th from web
  52. Mais de 700 GFLOPS em um desktop no #pdc09. Equivale a cada pessoa na face da terra fazendo 100 operações (floating point) em 1 segundo!!! 2:03 PM Nov 18th from web
  53. Do meu filho de 10 para a de 3: "Vc não resolve as coisas batendo. Vc resolve CONVERSANDO. Conversar é mais poderoso" Viva o poder da Ger Y! 9:18 AM Nov 21st from web
  54. @vacarini Santo de casa não faz milagre… ou os milagres que ele faz não contam no placar controlado pelos "pais de santo corporativos"? 9:28 AM Nov 21st from web in reply to vacarini
  55. @renedepaula @vacarini Para mim um evangelista é aquele que promove algo em que acredita. Um BOM evangelista ajuda os outros a acreditarem 9:55 AM Nov 21st from web
  56. Um bom twitteiro é aquele que ao pensar uma frase, já sabe se ela vai caber em 140 caracteres. E se ele perceber que não vai caber, ele pens 9:56 AM Nov 21st from web
  57. Sarrista em tempo de Twitter: "Eu perco o seguidor mas não perco a piada!" 9:59 AM Nov 21st from web
  58. 2 semanas com um netbook rodando Windows 7 – minha avaliação: NOTA 10!!! Minha esposa também a-do-rou! Agora é convencê-la a devolver… 9:42 AM Nov 22nd from web
  59. @markuschristen Não é só em TI que o blábláblá é usado para "despistar". Física quântica é muito usada como "base" para "provar" mentiras… 8:26 PM Nov 22nd from web
  60. Li um capítulo sobre "Marketing Viral". Achei BS. Viral só é viral depois que vira viral. Ninguém "cria viral". Não caiam nessa! 11:06 PM Nov 22nd from web
  61. Lance um boa idéia e ela poderá se tornar um viral. Tente "lançar um viral" e provavelmente será uma péssima idéia… 11:09 PM Nov 22nd from web
  62. "Famoso político paulista" desvia 650 milhões de obra e é condenado a pagar 15 milhões. Isso que é ROI hein? (que socialmedia que nada!) 10:36 PM Nov 25th from web
  63. RT @sabdoriapopular Tem gente que quando vê um pneu murcho, acha que murchando os outros resolve o problema. 8:40 AM Nov 27th from web
  64. Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais (Bob Marley) 9:42 AM Nov 28th from API Retweeted by you and 50 others
  65. RT @lucianopalma #simeumesmo Nada está tão ruim que não possa piorar… 11:11 PM Dec 1st from web
  66. RT @simonsinek Bad managers are the ones who cling to the rules to justify their actions instead of trying to understand the situation. 11:18 PM Dec 2nd from web
  67. "Never let your ego get so close to your position that when your position goes, your ego goes with it." 10:45 PM Dec 5th from web Retweeted by you and 1 other
  68. "Tornar o simples complicado é fácil. Tornar o complicado simples, isto é criatividade." CHARLES MINGUS (In Duailibi) 5:17 PM Dec 6th from web Retweeted by you and 100+ others
  69. "Avaliação de desempenho é o mais poderoso inibidor de qualidade e produtividade no ocidente" diz Deming. Hm… faz a gente pensar, não é? 9:48 PM Dec 7th from DestroyTwitter Retweeted by you and 2 others
  70. quando a tecnologia nivela todo mundo por baixo, o talento joga os melhores de volta pra cima (via @raphav) 10:33 AM Dec 10th from Tweetie Retweeted by you and 6 others
  71. "Tem gente que é pobre, mas tão pobre, que só tem dinheiro" 5:58 PM Dec 10th from web Retweeted by you and 1 other
  72. People with real power don’t tell you about it. People uncertain of their power or how long it will last don’t stop telling you about it. 6:46 PM Dec 12th from txt Retweeted by you and 1 other
  73. "Bad ideas don´t get better online" (Idéias ruins não se tornam melhores online) — IBM #frases #quotes 7:20 PM Dec 18th from Power Twitter Retweeted by you and 3 others
  74. Só o olho no olho é capaz de nos dar algumas dimensões da nossa importância na vida das pessoas. Por isso, cuidado com os smartphones. 8:19 AM Dec 20th from TweetDeck Retweeted by you
  75. Só quem tem comprometimento e faz um bom trabalho se preocupa em ter métricas boas e reais, onde uma crítica vale mais do que um elogio. 7:57 AM Dec 21st from web

#Feliz2010 !!!